Loja Marombeiro Fiel

LABIRINTITE

A Labirintite é uma doença causada por uma série de procedimentos inflamatórios ou infecciosos. Os labirintos ficam dentro do sistema vestibular, órgão responsável pelo equilíbrio de todo o corpo. Além da Labirintite, diversas outras doenças podem atingir a região, sendo normalmente chamadas erroneamente pelo mesmo nome. A vertigem é um de seus sintomas mais comuns.

A pessoa com essa doença pode ter costumeiramente um zumbido no ouvido, causado perda de audição temporária, até que o problema seja solucionado. Na maioria das vezes, ela pode ser curada, mas é preciso tomar alguns cuidados. O tratamento para labirintite leva no máximo seis semanas, mas os sintomas podem permanecer por até dois anos.

Entre as consequências, estão a ansiedade crônica, causando palpitações no coração, ataques de pânico e também tremores. Assim que surgirem os sintomas a pessoa deve buscar ajuda médica, solucionando o problema com tranquilidade e cautela. Para que o diagnóstico seja completo a pessoa passará por uma série de exames. Saiba mais sobre a Labirintite.

O que é Labirintite?

É uma doença que afeta o labirinto, uma das estruturas responsáveis pela audição. O termo inclusive é muitas vezes considerado errado, já que nem todas as infecções no ouvido são Labirintite, na verdade devem ser chamadas de labirintopatia. Além da audição ser prejudicada, ela também compromete o equilíbrio.

Labirintite

Normalmente, ela aparece após os 40 anos ou 50 anos, em decorrência de mudanças no organismo. Pode parecer estranho, mas o equilíbrio do corpo depende do ouvido, sendo que a doença lhe afeta, gerando tontura, desequilíbrio, surdez e zumbidos. Isso acontece apenas por um erro no cérebro, que não identifica a posição do corpo.

Quais os sintomas?

LabirintiteAssim como todas as doenças, os sintomas da labirintite são comuns: vertigem e zumbidos no ouvido. Além de alguns outros, como ansiedade, levando a problemas no coração, ataques de pânico e até depressão. Assim que aparecerem os primeiros sintomas é importante procurar um médico e realizar o diagnóstico completo. Além dos principais, a Labirintite pode causar:

  • Vista embaçada ou vista escurecida;
  • Deixar tudo rodando;
  • Não consegue fixar o olhar;
  • Movimentos nos olhos;
  • Tremor nas pálpebras;
  • Fotofobia.

A doença também pode causar outros problemas mais raros, como convulsões, visão dupla, desmaio, vômitos, dificuldades com a fala, febre alta, fraqueza e perda de audição no ouvido atingido. Normalmente os sintomas desaparecem com a utilização do tratamento correto. É uma região do corpo bastante sensível, por isso o cuidado.

Qual a causa da Labirintite?

A doença pode atingir pessoas de qualquer idade, embora seja mais comum em pessoas com idades entre 40 anos e 50 anos. Existem diversos fatores que colaboram para o surgimento do problema. Entre eles:

  • Depressão ou ansiedade causada por fatos traumáticos;
  • Bronquite ou doenças respiratórias;
  • Infecções no ouvido interno;
  • Vírus estomacais;
  • Herpes;
  • Infecções bacterianas.

Além destes, labirintite viral, bacteriana e emocional são as mais comuns. A labirintite viral abrange quase metade dos casos, ocasionada por infecções no peito, nariz e vias respiratório que se espalham pelo corpo até o ouvido interno. A Labirintite Bacteriana acontece apenas se a camada entre o ouvido médio e o interno estiver danificada, normalmente em decorrência de infecção. Já a labirintite emocional é causada por fatores como depressão e ansiedade.

Existe tratamento para Labirintite?

LabirintiteO tratamento é dividido em três fases, aumentando exponencialmente a chance de cura. Primeiro são cuidados dos labirintite sintomas, na sequência das causas e por fim o labirinto é reabilitado. É importante seguir todos os passos indicado pelo médico, seguindo com o tratamento até o fim, não abandonando caso melhore antes.

São utilizados medicamentos para curar a tontura e os zumbidos, a pessoa também deve ficar em repouso. Em seguida é investigado o que gerou a doença, analisando os fatores de risco. Por fim, é o momento de reabilitar o labirinto, realizado por meio de fisioterapia. As fases têm duração de tempo distintas, variando de pessoa para pessoa.

Quais os medicamentos?

LabirintiteJamais consuma um medicamento para o tratamento da labirintite sem a prescrição médica. Entre os remédios com fórmulas químicas, os mais populares são:

  • Betaserc;
  • Clopam;
  • Cinarizina;
  • Dramin;
  • Dramin B6;
  • Dramin B6 DL;
  • Labirin.

Além dos medicamentos da labirintite, alguns compostos naturais também ajudam, tais como:

  • Chás naturais de alecrim;
  • Erva doce ou cravos da índia;
  • Ginko Biloba.

No momento da consulta médica, informe os remédios que você consome, assim o especialista indicará a melhor solução. O profissional também sabe qual a dosagem correta para recomendar, indicando também o tempo de duração do tratamento. Seguir as orientações na bula também é importante, evitando novos problemas.

Como prevenir a Labirintite?

LabirintiteRealizar algumas mudanças no estilo de vida irá reduzir as chances de ter Labirintite, principalmente se você estiver nos grupos de risco. Não beber álcool em excesso, evitar o tabagismo, controlar os níveis de glicose e colesterol, manter o peso adequado, praticar atividades físicas, tomar bastantes líquido, prezar pela tranquilidade, evitar locais agitados e barulhentos, e também passar a controlar o estresse são ações recomendadas.

Mesmo com a prevenção, você ainda poderá ter Labirintite. Mas, realizando as atividades recomendadas a possibilidade de contrair a doença será bem menor. Nenhuma pessoa está totalmente livre dessa doença, e se acontecer, basta procurar rapidamente por tratamento que logo o problema será superado e sua vida voltará ao normal.

Diagnóstico da Labirintite

LabirintiteSe você apresentou continuamente mais de um sintoma da Labirintite, deve procurar um otorrinolaringologista. O médico poderá fazer um exame no seu ouvido, mas normalmente não serve para muita coisa. Então o profissional deve recomendar uma série de outros exames, incluindo:

  • Eletroencefalograma;
  • Eletronistagmografia;
  • Tomografia computadorizada na cabeça;
  • Exames de audição;
  • Ressonância magnética;
  • Teste de reflexos dos olhos.

Realizando estes exames a probabilidade de não ser labirintite e sim outra doença pode ser eliminada ou concretiza. Os sintomas da labirintite são parecidos com os da:

  • Hipoglicemia;
  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Reumatismo;
  • Doença de Mèniére e Cinetose.

Por tanto, esses testes médicos irão ajudar a sua saúde de diferentes formas. Agora que você sabe tudo sobre Labirintite repasse as informações para os seus conhecidos e mantenha todos prevenidos. Ainda ficou com alguma dúvida? Utilize o espaço de comentários para debater o assunto.

Avalie este artigo:

Avaliação média: 4.56
Total de Votos: 34

LABIRINTITE

Deixe seu comentário