PSORÍASE

Muitas vezes deixamos de dar atenção para manchas na pele ou vermelhidões. Mas, essa marca diferente pode ser um problema grave e que se não for tratada a tempo pode trazer problemas mais sérios. Acompanhe abaixo e saiba mais sobre a Psoríase, uma doença complexa e que toda a população precisa ter conhecimento para estar sempre atento.

O que é a Psoríase?

A psoríase é uma doença complexa. Sua causa ainda é desconhecida e por isso preocupa os médicos e pacientes. Ela não é contagiosa, mas é crônica, ou seja, não tem uma cura. Na maioria das vezes é caracterizada por uma vermelhidão na pele, atingindo até 3% da população mundial.

PSORÍASE

Um dos problemas de diagnosticar a psoríase é porque muitas vezes as pessoas não procuram um especialista para verificar pequenas vermelhidões e também porque seus sintomas são semelhantes à de outras dermatoses. Assim, faz-se ainda mais importante a procura por um médico que saiba identificar a diferença, logo abaixo:


  • O primeiro tipo é a Psoríase em placa: ela é a sua forma mais comum, atingindo 80% das pessoas com esse problema. Surge, na maioria das vezes, nos cotovelos, joelhos, costas ou até no couro cabeludo.

  • Já a Psoríase do Couro cabeludo, atinge, como seu nome já diz, somente a parte dos cabelos. Ela é semelhante a psoríase em placas explicada anteriormente, mas surgindo em um local específico. Ela ainda pode variar de leve a muito grave. Por isso, o diagnóstico precoce é importante.

  • Ainda existe Psoríase Gutata. Quem sofre desse tipo da doença costuma ser crianças ou adolescentes. Ela se caracteriza por pontos vermelhos e escamosos na pele e se não tratada, pode se transformar no primeiro tipo, a psoríase em placas.

  • A Psoríase Pustulosa possui duas causas: complicações no tratamento da psoríase em placas ou por uma interrupção no tratamento da doença, o que nunca deve acontecer. Menos de 5% das pessoas possuem esse tipo da doença.

  • Existem também a Psoríase Inversa que é o tipo mais incomum da doença. É caracterizada por manchas vermelhas, brilhantes e lisas em torno das dobras da pele. Costumam aparecer mais em axilas, virilha ou sob o seio.

  • O penúltimo tipo da doença é a Psoríase Eritrodérmica, sendo muito rara, porém extremamente grave. Suas manchas são vermelhas, escamosas e cobrem o corpo inteiro, deixando a pele desprotegida.

  • Por fim, a Artriste Psoriásica atinge cerca de 30% das pessoas que já possuem outro tipo de psoríase. Ela causa dor, rigidez e inchaço nas articulações.

Quais os sintomas?

PSORÍASECostumamos ter alergias no corpo por diversos motivos e alguns deles realmente não são perigosos. O grande problema da psoríase é ser confundida com algum outro problema de pele e acabar sendo descoberta só quando a doença já está avançada.

Ela pode se parecer muito com uma alergia: traz manchas vermelhas ou rosadas que normalmente são cobertas de escamas meio esbranquiçadas, considerando os sintomas mais comuns. Pode ser também que alguns pacientes apresentem coceiras, queimação e dor nos locais das lesões.

Ainda, é possível encontrar vestígios da doença nas unhas que alteram de cor e textura. Não deixe que esses sintomas passem desapercebidos e procure um dermatologista para investigar melhor o seu problema.

Existe tratamento para psoríase?

Apesar de ser uma doença crônica, ou seja, sem cura ainda descoberta, a psoríase pode ser tratada para proporcionar mais qualidade de vida aos pacientes que vivem com a doença. O tratamento Psoríase varia de acordo com o grau que a doença se encontra. Confira abaixo:


  • Se o nível da doença ainda for leve, é preciso hidratar a pele e aplicar medicamento tópicos nas lesões existentes. Pegar sol diariamente também ajuda a melhorar os sintomas e na evolução do tratamento.

  • Já nos casos em que a doença está no nível médio, será preciso aplicar todos os tratamentos citados acima e acrescentar o tratamento com luz ultravioleta para amenizar os sintomas.

  • Por fim, quando a doença já se torna grave, é preciso iniciar os medicamentos via oral ou injetáveis obrigatoriamente.

A maioria dos medicamentos indicados auxiliam a aliviar a coceira (que costuma incomodar bastante quem sofre com esse problema) e a inflamação que ocorre nas manchas, além de ajudar a cicatrizar essas lesões. Os medicamentos mais comuns utilizados são:

  • Estretinato;
  • Isotretinoína;
  • Antralina;
  • Metrotrexato;
  • Ciclosporina.

PSORÍASEÉ importante lembrar que você não deve se automedicar. É extremamente importante procurar um médico especializado na área para diagnosticar. O médico ideal nesses casos é o dermatologista, que é especialista em no tratamento de doenças de pele, cabelo, mucosas e unhas.

Você também pode optar por remédios caseiros que auxiliam no tratamento. Consuma alimentos que ajudam no sangue como agrião, açafrão e água de coco. Ingerir alimentos que possuem a cor laranja também pode ajudar. Além disso, utilize pomadas e cremes que sejam à base de Aloe Vera, tome banho de imersão com água e sal marinho e por fim, faça compressa de malva nos locais lesionados pela doença.

Quais as causas?

PSORÍASEAs causas da psoríase ainda não foram descobertas. Mas, existe uma ideia de que a genética influência fortemente nesses casos. Cerca de 30% tem conexão com a genética.

Porém, mesmo sem a causa, alguns fatores que podem influenciar o desenvolvimento da Psoríase são identificados. São eles:

  • Infecções de garganta e pele;
  • Lesões na pele;
  • Variações do clima;
  • Fumar;
  • Estresse;
  • Grande consumo de álcool;
  • Medicamentos antidepressivos;
  • Alterações bioquímicas.

Como se prevenir?

É difícil como falar de se prevenir de uma doença que não tem a causa descoberta. É sempre recomendado pelos médicos que você mantenha a pele limpa e hidratada para que não ocorra manchas e lesões.

Evitar o excesso de substâncias tóxicas como álcool e tabaco também pode ajudar. E, principalmente, se você for diagnosticado com a doença, faça o tratamento corretamente para que ela não se agrave.

Este artigo foi útil?

O que você achou do nosso artigo sobre a psoríase? Conta para gente. É sempre bom saber o que você está achando, descobrir tudo que aprendeu e no que está lhe ajudando.

Avalie este artigo:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 3

PSORÍASE

Deixe seu comentário